Em que posso ajudar?

Dica: Protegendo os olhos na Soldagem

Dica: Protegendo os olhos na Soldagem

Que a radiação solar pode causar queimaduras no corpo você já deve saber. Mas, e sobre possíveis queimaduras com o arco elétrico da solda, já ouviu falar?

Nossa primeira dica de mestre é exatamente sobre isso: NUNCA OLHE DIRETAMENTE para o processo de soldagem durante a sua execução. A não ser que esteja devidamente protegido. Tenha muito cuidado com a radiação do arco elétrico da soldagem, pois eles podem causar graves queimaduras.

Mas o que é um Arco Elétrico?

O arco elétrico consiste, basicamente, em uma descarga elétrica, sustentada através de um gás ionizado, a alta temperatura (conhecido como plasma), podendo produzir energia térmica suficiente para ser usado na fusão de peças a serem unidas.

Segundo especialistas, o arco elétrico é uma potente fonte de calor e sua temperatura pode chegar a ser superior a 3.000°C. Este fenômeno de calor do arco elétrico da soldagem provoca uma forte radiação eletromagnética. Desta forma, é comum ouvir casos de pessoas que sofreram queimaduras durante o processo de soldagem, tanto no rosto, quanto nos olhos, no peito e braços.

Isso ocorre porque a radiação ultra-violeta, infra-vermelha e de luminosidade intensa vão direto para a pele e queimam rapidamente. Cinco minutos de solda sem máscara de proteção pode queimar gravemente os olhos. Sem avental e luvas irá queimar seu peito, suas mãos e braços. Qual é a solução para não se queimar com arco elétrico de solda?

Simples: utilizando adequadamente os EPIs (Equipamentos de Proteção Individual). O Ministério da Saúde e a Norma Regulamentadora 6 (NR6) do Ministério do Trabalho preveem a utilização de equipamentos de proteção individual (EPIs) para evitar danos físicos aos trabalhadores da soldagem. O Colégio Excelência, respeitando a legislação vigente e as normas regulamentadoras, exige que todos os alunos estejam com o EPI para participar das aulas.

Nosso KIT EPI contém: uma máscara de solda, lente transparente, lente escura na tonalidade 10, um par de luvas, um avental (ambos em raspa de couro), touca, protetor auricular e jaleco de malha grossa e manga longa personalizado. Tudo para preservar a integridade física do aluno.

Vale lembrar ainda, que essa radiação afeta as pessoas ao redor, e é recomendável também que se utilize um biombo de separação entre o soldador e os colegas de trabalho que exercem outras funções no mesmo ambiente. Isso explica todo o cuidado que temos quando algum aluno interessado em nossos cursos quer visitar as instalações do Colégio. Essa preocupação já começa no tour que fazemos com os visitantes que também são aconselhados a usarem alguns dos EPIs enquanto transitam pelas dependências do Colégio Excelência. Afinal de contas, somos um Colégio Industrial. E como tal, simulamos a realidade do dia-a-dia da indústria.

Fica a dica!